Até o fim de janeiro, o Escola de Notícias está descansando do ano que passou. Até lá, vamos celebrar as 365 alegrias do ano que passou. Qualquer dúvida: karol@escoladenoticias.org

O ano de 2013 foi tão desafiador quanto gratificante, e chegamos a essas primeiras horas desse Ano Novo com a sensação de que estamos felizes pela forma que estamos existindo até aqui.

Iniciamos o ano com a frustração de não termos conseguido alcançar a meta da campanha de mobilização de recursos via plataforma Catarse para a materialização da Escola de Comunicação Comunitária, e terminamos o ano indicados como um dos três projetos mais inovadores e impactantes criados recentemente no país, segundo o Prêmio Empreendedor Social do Jornal Folha de S.Paulo, o que foi motivo de muita felicidade para toda a equipe.

Em 2013, o Escola de Notícias foi também um dos finalistas do Desafio Tecnologias que Transformam, da Fundação Telefônica / Vivo, além de ter passado a integrar a Rede Wings For Change, do Instituto Asas, braço de responsabilidade social da Rede Bull no Brasil, e a Rede Empreendedores Sociais e Ambientais da Folha de São Paulo.

Conquistamos um espaço próprio graças a parceria com o Espaço Cultural CITA, da Trupe Artemanha de Teatro, bem no coração da Praça do Campo Limpo. Com o apoio do Programa VAI, promovemos a primeira turma da Escola de Comunicação Comunitária, metodologia baseada na Investigação Apreciativa e nos quatro pilares da Unesco para formar jovens em audiovisual e empreendedorismo social. Lançamos um livro que resgatou nossa história até agora, e contamos sobre as coisas que fizemos em matérias na TV Globo, Gazeta, Record News, Folha, Diário, entre outros grandes veículos de comunicação.

Por meio de nossa Empresa Social, oferecemos mais de 400 horas de formação a crianças, adolescentes e adultos vindos de diversas organizações sociais ao longo do ano, totalizando 10 projetos contratados que geraram recursos suficientes para mantermos uma equipe de 8 pessoas trabalhando de diferentes modos e em diferentes áreas do Escola de Notícias.

Comercializamos documentários, vídeos institucionais e comerciais para vários grupos culturais. Lançamos um jornal comunitário, conectamos 17 escolas públicas e particulares numa redação jornalística, participamos de ao menos 15 diferentes eventos falando mais sobre o nosso trabalho, e estamos dando os primeiros passos para nossa regularização jurídica, criando oficialmente a Associação Escola de Notícias.

Essas foram apenas algumas das dezenas de coisas que aconteceram com o Escola de Notícias ao longo de 2013. Nos sentimos agradecidos por todas as coisas boas e desafios que foram aparecendo ao longo do ano, fortalecendo o nosso propósito e deixando cada vez mais claro como queremos existir no mundo: de forma prazerosa, democrática, verdadeiramente em rede, em que só existem vencedores quando todos ganham juntos.

Começamos 2014 como o ano que passou: sem investidores institucionais, tendo que se virar nos 30 para conseguir colocar no chão todos os sonhos que temos para esse Ano Novo.

Ana Rodrigues, Ana Luiza Vastag, Camila Andrade Vaz, Elza Maria Albuquerque, Franciele Meireles, Unilson Mangini JR, Kamila Modesto, Roberta Navas Batistella, Tony Marlon e Karol Coelho. Esses foram os corações que fizeram esse sonho chamado Escola de Notícias existir em 2013. A eles, obrigado.