Módulo III da ECOMCOM2016 se inicia questionando e refletindo o espaço escolar de uma forma autônoma.

Por Kamila Modesto e Eric Silva.

O Módulo III da ECOMCOM (Escola de Comunicação Comunitária)*, chamado de Dimensão Educacional do Território – Minha Escola, Meus Saberes, tem como foco principal a investigação apreciativa do terceiro nível de comunidade em que estamos inseridos: a escola.

O esvaziamento físico das escolas atualmente passa diretamente por um esvaziamento simbólico e de sentido do espaço escola. Por isso, o convite aqui é se debruçar sobre essa reflexão sobre a aprendizagem nos dias atuais, além de valorizar, reconhecer e promover os pontos de luz que existem nas escolas.

Além de atividades e vivências que estimulam os jovens a questionarem e refletirem sobre o atual modelo de educação e ir em busca dos professores, coordenadores e diretores de suas escolas para vivenciarem outras formas de ensinar e aprender, esse módulo também tem uma provocação: quem diz o que devemos aprender na vida?

Kamila Modesto, assessora pedagógica da ECOMCOM nos mostra a importância de se questionar a escola para que os estudantes sejam cada vez mais autônomos – “Como eu aprendo? Quem ensina e quem aprende? Quem decide qual conteúdo é mais significativo para a minha vida? Como criar uma comunidade de aprendizagem? Provocações como estas e um planejamento compartilhado e participativo ajudam os jovens a desenvolverem autonomia no seu processo de aprendizagem”.

A construção de conhecimentos mais participativos e autônomos gera uma liberdade no pensar, os estudantes são mais ativos e se interessam mais consequentemente. Conquistar autonomia é ter liberdade para pensar, decidir e agir.

No auxílio aos jovens nessa reflexão, eles são convidados, depois de um longo processo com tecnologias sociais que ajudam a acessar a inteligência coletiva, a serem eles mesmos educadores de si.

Para Kamila esse momento de autonomia dos jovens é algo de grande responsabilidade e importância – “Desenvolver autonomia também significa assumir responsabilidade perante seu processo de aprendizagem, decisões e ações e por isso, já no começo do Módulo III, os jovens são provocados a pensarem e decidirem coletivamente aspectos importantes para a jornada”.

Os educadores de cada oficina compartilham seus planos de ação e cronogramas de oficinas com os jovens, não só para terem conhecimento do caminho planejado, mas para participarem ativamente desse processo de aprendizagem, podendo decidir junto ao grupo e o educador qual o melhor caminho e estratégias, levando em consideração o que querem aprender e como.

Próximo momento é selecionar os temas de interesse de aprendizado da turma, baseado naquilo que cada um oferece de bom para o mundo, e esses temas serão estudados coletivamente por todos e todas. Eles serão colocados na condição de educadores para experimentarem os desafios de se trabalhar educação no país.

Com isso o grupo adota uma postura diante da aprendizagem, podendo selecionar quais materiais e quais meios serão utilizados para facilitar seu aprendizado, escolher as melhores estratégias, dividir e organizar seu tempo de aprendizado, controlar e avaliar sua construção de conhecimento.

 

 

*A Escola de Comunicação Comunitária (Ciclo 1) é o principal projeto da Escola de Notícias, ela é uma jornada de aprendizagem em produção comunicativa, mapeamento afetivo e autoconhecimento que faz uso da comunicação para investigar apreciativamente o que dá vida e potencializa transformações nas comunidades com as quais nos relacionamos quando jovens.