90 jovens se interessaram em participar da 3ª temporada da ECOMCOM

Entre os dias 5 e 25 de fevereiro, jovens moradores e estudantes do Campo Limpo tiveram a oportunidade de se inscreverem para as oficinas de Jornalismo e Escrita Criativa, Criação Gráfica e Fotografia e Vídeo da Escola de Comunicação Comunitária. Ao todo, 90 jovens se inscreveram, um recorde comparado aos anos anteriores em que a média de interessados era de 60 jovens.

A mobilização para as inscrições, este ano, foi mais além das redes sociais na internet. Os critérios foram: ser morador do Campo Limpo ou estudar em uma escola pública ou particular da região, estar estudando, no Ensino Médio ou no primeiro ano da universidade, ter entre 16 e 24 anos. O resultado foi uma série diferente e inédita de dados.

Normalmente é dificultoso divulgar nas escolas e segundo a Karol Oliveira, 19, articuladora comunitária da EDN, foi necessário o intermédio de jovens que já passaram pela ECOMCOM. “A participação dos meninos e meninas do ciclo II foi imprescindível”, afirma. “Tentávamos acessar a escola e quando não tivemos autorização, os meninos entravam no processo de divulgação”, explica.

Entre todos os interessados, 69% era estudante de escolas públicas, 28% de escolas particulares e 3% de Escolas Técnicas. A Escola de Notícias alcançou um objetivo importante de aumentar o número de jovens de escolas particulares, principalmente estudantes do Ensino Médio. Ao todo, 18 escolas particulares tiveram representantes nas inscrições, o que também é um recorde, pois até então, a ECOMCOM teve apenas uma escola de Ensino Médio representada. Das escolas públicas do Campo Limpo, 27 apareceram na lista.

No Campo Limpo, segundo dados do site Infocidade da Prefeitura de São Paulo, em 2007, a população feminina do Campo Limpo, entre 16 e 24 anos, era 6% maior que a população masculina. Na ECOMCOM o número de mulheres interessadas nas oficinas é de 24%, ou seja, 62% meninas em cima de 38% de meninos inscritos. Nas temporadas anteriores, tanto nas inscrições quanto na jornada, elas sempre estiveram mais presente.

Entre 16 e 24 anos, grande parte dos inscritos tem entre 16 e 19 anos. Nenhum jovem de 23 anos se interessou e apenas 4 jovens com 16 anos registraram interesse na ECOMCOM.

A Escola de Comunicação Comunitária é o primeiro ciclo do Programa de Formação Continuada de Jovens da Escola de Notícias, que tem duração de três anos. Após se formarem nas oficinas, os jovens integram o ciclo 2, em que são impulsionados a ampliar repertório e ter contato com profissionais da área, e 3, com oportunidades de geração de trabalho e renda usando a comunicação.

Karol, fez parte da primeira turma da ECOMCOM e agora está no ciclo 3. Este ano ela faz parte da equipe da Escola de Notícias como articuladora comunitária e assistente de projeto. Para ela, o processo de inscrição foi divertido. “Os alunos ficaram super interessados e alguns lamentavam de cara estar trabalhando e estudando”, lembra.

Veja o panorama geral das inscrições na imagem abaixo.

Inscrição - Todos

E a jornada vai começar!