Dentro do Programa de Monitoria Educativa, convidamos Bianca Braga e Léo Pereira a escolherem alguém da Escola de Notícias para uma troca de vida ao longo de 2014.

Pensa assim: você trabalha com alguém que entende muito de fotografia. Sabe tudo sobre cores, luzes, enquadramento, tipos de lentes, e tudo que você possa imaginar mais. Mas, porém, entretanto, todavia, essa pessoa também cozinha magicamente bem e sabe muitas manobras de skate que você nem imaginava que existia. Agora, pense que essa pessoa poderia te ensinar essas coisas que o ambiente de trabalho acaba não dando muito espaço para trocar.

Pois, então, veio a ideia: e se os Monitores Educativos, jovens que passam pela Escola de Comunicação Comunitária e depois podem se candidatar a fazer uma espécie de estágio remunerado dentro da Escola de Notícias, pudessem ampliar seus repertórios de vida, e de piadas ruins, escolhendo um guardião pessoal? Alguém da equipe de trabalho que, junto com o jovem, desenhasse uma série de encontros formativos para oferecer um pouco das coisas curiosas que todos nós sabemos e seria divertido compartilhar. E assim é.

Petterson André, educador da Oficina de Fotografia e Criação Gráfica da EComCom 2014, foi o escolhido pelo Léo Pereira, 17, como Guardião em 2014. E os encontros deles podem ser definidos em uma palavra: ação. Além de inevitáveis trocas sobre fotografia, o mundo de Petterson, os dois também andam trilhando outros caminhos. E não só dentro do Campo Limpo. Em uma das atividades, Léo e Petterson foram desenhar no centro da cidade de São Paulo, enquanto todos passavam apressados para lá e para cá. Em outro, Léo e Petterson foram trocar manobras de skate numa das dezenas de pistas pela cidade.

A Escola de Notícias acredita nessa ideia e custeia financeiramente todo o processo escolhido pelo monitor educativo e o guardião. A brincadeira é nos provocarmos, nos descobrirmos, e nos sentirmos, eternamente co-existindo com o outro, e vivenciar isso na prática. Para crescermos tecnicamente para fora é preciso crescermos humanamente para dentro. E é esse é o convite do Guardião Pessoal.