Selecionado pela Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo, o Cantinho de Integração de Todas as Artes – CITA – é o mais novo Ponto de Cultura Viva do país; seis coletivos ocupam o ex-espaço público, agora, ainda mais público.

Saiu hoje no Diário Oficial a lista de aprovados pela prefeitura de São Paulo para o credenciamento dos Pontos de Cultura Viva da Secretaria Municipal de Cultura. O CITA é ocupado artisticamente pelos grupos Bando Trapos, Sarau do Binho, Maracatu Ouro de Congo, Escola de Notícias entre outros. A gestão do espaço acontece de forma coletiva entre os grupos culturais.

Os Pontos de Cultura são organizações que articulam e impulsionam um conjunto de ações em suas comunidades, agregam agentes culturais e compõem uma rede horizontal de articulação, recepção e disseminação de iniciativas culturais.Como parceiros na relação entre Estado e Sociedade na efetivação do direito à cultura, principalmente para segmentos e populações historicamente excluídos e que atuam em áreas, regiões e territórios que apresentem precariedade na estrutura e na oferta de bens e serviços culturais.

O processo de avaliação foi realizado por uma Comissão, formada por 8 (oito) integrantes da Sociedade Civil, sendo pessoas ou representantes de organizações com reconhecida atuação na área cultural da cidade, especialmente com histórico na defesa dos direitos culturais e 8 (oito) integrantes do Poder Público, dentre estes, 5 (cinco) representantes designados pela Secretaria Municipal de Cultura, 1 (um) representante do Governo do Estado de São Paulo e por 2 (dois) representantes do Ministério da Cultura.meu ip

Clique aqui para ler a matéria completa.