No Módulo II da Escola de Comunicação Comunitária, o convite é olhar o quê e quem existe ao lado, que não enxergamos em nosso cotidiano.

Se na primeira etapa da Jornada de Aprendizagem dessa Temporada II da EComCom o convite era revisitar e fortalecer as histórias que existiam dentro da gente, descobrir como fomos nos construindo por esse caminho e o que nos fizeram ser exatamente quem somos, o convite para esse segundo momento é outro: se estivéssemos atentos e curiosos o tempo todo, que comunidade teríamos?

E para responder a esse questionamento, as turmas das oficinas de Fotografia e Criação Gráfica, Jornalismo Impresso e Cinema e TV irão fazer do Campo Limpo uma grande sala de aula durante os próximos meses. Sai de cena o Espaço CITA como ponto de encontro, entram outras diversas organizações sociais e culturais do bairro. A brincadeira, agora, é ter uma aula com quem mais entende sobre os bairros: seus moradores.

E para iniciar esse ciclo de Aulas Comunitárias, em que a comunidade é a sala, o grupo teve ontem, 14, duas conversas diferentes que os inspiraram a conhecer mais sobre o Campo Limpo. Num primeiro momento, o grupo recebeu a visita de Vitor Fumegatti e Larissa Souza, do “Parceiros do SP”, projeto da TV Globo. Larissa e Vitor contaram como é produzir matérias sobre o bairro, como eles passaram a enxergar a comunidade de forma totalmente diferente de como era antes, além de tirar algumas dúvidas sobre como funciona a iniciativa nos bastidores.

Na segunda metade da Oficina Transversal, os jovens da EComCom foram recebidos por Henrique Heder, coordenador da Incubadora de Negócios do Projeto Arrastão. Além de fazerem um tour pela organização social, a galera também participou de uma roda de conversa com Henrique sobre as oportunidades oferecidas pela ONG na área de juventude e empreendedorismo.

Além de entender a melhor forma de aproveitar as oportunidades oferecidas por um lugar inspirador assim, a ideia dessa Aula Comunitária é tornar a turma mais próxima não apenas do Projeto Arrastão, mas também de outras iniciativas que oferecem os mesmos tipos de serviços dentro do Campo Limpo. O grupo, também, fará algumas atividades sobre essa visita.

Camila Vaz e Ana Vastag, da Oficina de Cinema e TV, Unilson Mangini JR, da Oficina de Jornalismo e Petterson André, de Fotografia e Criação Gráfica também trarão essas provocações para seus encontros técnicos. Além de continuarem aprendendo sobre a área, nesses encontros ao longo da semana, os jovens serão provocados a colocar à técnica à serviço de registrar esse cotidiano rico e inspirador.