Idealizadora da Escola São Paulo fala sobre economia criativa para conselheiros da Escola de Notícias  

Por Elza Maria Albuquerque

Um encontro para chamar de nosso; para cuidar do propósito da Escola de Notícias (EDN). No sábado (11/07), além de estudar, discutir e decidir questões ligadas à EDN, os conselheiros receberam a visita especial da Isabella Prata, sonhalizadora da Escola São Paulo. O bate-papo sobre economia criativa e mercado faz parte da formação do Conselho Consultivo e aconteceu no Espaço Cultural Nathalia Rosemburg, quase em frente a Praça do Campo Limpo.

Logo no comecinho do encontro, Tony Marlon, responsável por projetos e parcerias da Escola de Notícias, contou um pouco sobre a trajetória da organização e a razão do Conselho existir, que segue o propósito de um sonho que é construído em conjunto.

Ao longo da conversa, Isabella falou sobre a origem e a essência da economia criativa e sua experiência como empreendedora da Escola São Paulo. Segundo Prata, chegou um momento em que teve que rever o que realmente era importante no seu negócio e simplificar, ao invés de expandir. A empreendedora contou que conseguiu fazer isso quando se reconectou com seu propósito de vida, ponto que faltava para se sentir mais feliz e seu trabalho fazer sentido.

Para ela, isso tem a ver com o ato de compartilhar sua experiência com o mundo. “Gosto muito de fatos reais. E a minha vida é muito pautada nas minhas próprias experiências. Só consigo passar pra frente coisas que eu também vivo. Às vezes isso tem vantagens, quando a gente tem momentos inspiradores para passar. Vejo a importância de transmitir essa experiência do que passei para as pessoas. E, do meu lado, vão caminhando pessoas que eu admiro, como vocês, da Escola de Notícias.”

Inspiração 

Tudo isso foi transmitido e mesclado com pílulas inspiradoras e questionamentos conectados com propósito de vida, da importância de fazer as coisas com amor. Ela trouxe a reflexão também sobre a relação com o tempo e o dinheiro, avaliando constantemente o que realmente faz sentido. “Uma dica: anote tudo o que trouxe você até aqui; valorize seus pontos positivos. Pense no que você realmente precisa para sentir bem-estar.”

Isabella destacou que ideias novas dão sustentabilidade para o planeta. Esse pensamento é um dos que permeiam a economia criativa conectada com um mundo melhor para todos. “Você precisa pensar no impacto positivo do seu negócio, no motivo que você quer que ele exista e se será bom para o coletivo. Os jovens de hoje já pensam mais assim. A questão da sustentabilidade começa por aí”, disse.

Sobre o bate-papo e a visita da Isabella, para nós, da Escola de Notícias, foi um grande presente. Para ela, o sentimento foi recíproco. “Foi uma oportunidade incrível de conhecer o trabalho da Escola de Notícias, o engajamento com esse propósito e ver essa geração linda de pessoas interessadas em não só aprender, mas em mudar o mundo para melhor com esse aprendizado.”

turmaunida