Escola de Notícias promove vivência sobre gestão pública no Campo Limpo; Transformadores Colab teve mais de 600 inscritos e 30 selecionados

Na quinta-feira, 5, a Escola de Notícias recebeu no Espaço CITA, no Campo Limpo, parte do grupo de jovens do Transformadores Colab, projeto focado em gestão pública colaborativa que se propõe a transformar a percepção dos jovens sobre o cotidiano da administração pública no país. Os coletivos Imargem, Ateliê Sustenta Capão e TV DOC também foram parceiros de vivência da iniciativa.

COMO FOI
Vendados do Terminal Campo Limpo até a sala ocupada pela Escola de Notícias no Espaço CITA, elas e eles andaram por alguns minutos como anda toda uma vida as pessoas com dificuldade de locomoção. Ao longo do trajeto, vários dados e informações que ajudam a construir a imagem do distrito para a cidade. Uma das citações trouxa a informação de que o Campo Limpo foi considerado o bairro mais violento do Estado de São Paulo em 2015. De olhos fechados, essa violência visual não existe. E a provocação era justamente essa. Muitas outras provocações foram feitas, como essa: quem define o que pode acontecer ou não no espaço público que é de todas e todos, essencialmente?

A PROVOCAÇÃO
A Escola de Notícias tem um jeito de olhar para essas perguntas complexas – como seriam os serviços públicos dos nossos sonhos – e tentar achar maneiras descomplicadas para que possamos refletir sobre elas, e gerar aprendizados. No caso do Transformadores Colab, toda a vivência oferecida ao grupo, mais o bate-papo que aconteceu depois, girou em torno de uma ideia: quando os serviços públicos funcionam como deveriam, os cidadãos recuperam a autonomia e liberdade sobre suas próprias vidas.

AGRADECIMENTO
Queremos agradecer à Daniella Almeida, cuidadosa desde o começo no convite e na condução dessa parceria muito importante para nós, Escola de Notícias. Apesar de trabalhar com a comunicação, de enxergar na comunicação uma estratégia para a transformação social, estamos cada vez mais empenhados em estar em espaços de conversa que afirmam uma vida mais leve, prazerosa, democrática e igualitária na cidade.